EnglishPortugueseSpanish

Minha trajetória

Formada muito jovem em Direito, fui advogar com meu pai, em seu escritório aos 22 anos, mas já havia começado a trabalhar uns anos antes, aos 14, como jovem aprendiz na Prefeitura do município em que vivia.   Sempre tive curiosidade para compreender processos de decisão, com um olhar crítico sobre injustiça de alguns processos, e um interesse genuíno por pessoas. 

Segui minha trajetória buscando algo que fizesse sentido para conectar meu conhecimento jurídico com meu interesse em ajudar pessoas e negócios e, por muitos anos, o mundo corporativo foi minha casa.  Costumo brincar que atuar em empresas é como fazer uma nova faculdade de direito, mas com foco na prática e uma transformação completa na forma de se comunicar. A proximidade que tive com a área de Recursos Humanos, reportando-a temporariamente durante um período de transição de gestão, me fez descobrir que aquele meu interesse por pessoas era amor mesmo. 

O compliance chegou em minha vida como chega para muitos gestores jurídicos, ou seja, de surpresa, sem buscarmos essa posição.  Fui então buscar formação na área, bem como habilidades complementares, como o famoso curso de negociação de Harvard, que contribuiu  muito no desenvolvimento de uma comunicação mais efetiva com as áreas de negócio.   

E, para que estivesse sempre conectada com as melhores práticas, há mais de 10 anos venho participando de grupos jurídicos e de compliance, além de atuar de forma voluntária em iniciativas de promoção da integridade. 

Em 2018, após sair da empresa na qual fiquei muitos anos como responsável pelo jurídico e compliance, fiz um período sabático, estudando muito, fazendo palestras e atividades voluntárias, buscando compreender onde  gostaria de dedicar meu trabalho, de uma forma que pudesse ajudar pessoas e negócios, que sempre me norteou, mas agora muito mais conectada com a integridade corporativa. 

A resposta para a pergunta que me fazia todos os dias, veio em um café com um amigo querido, quando ele me perguntou o que me tirava da cama todas as manhãs, e eu respondi que era a vontade de ajudar as empresas e, consequentemente pessoas, auxiliando para simplificar processos complexos, atuando na construção de uma verdadeira cultura de integridade, no compliance de pessoas para pessoas, como  costumo dizer.  E foi então que ele me olhou e disse: “Você tem que ser uma consultora, pois pode potencializar a quantidade de empresas e de pessoas que pode ajudar.  Dessa forma, você potencializa o seu propósito!”.

E assim aconteceu, primeiro em uma consultoria de compliance com alguns sócios, depois em uma consultoria já focada em integridade, e agora seguindo minha vocação e minha marca, construída através de muitos anos de estudo, aprendizado prático e interação com todos os setores. 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support